Nascido no Rio de Janeiro, em uma sexta-feira de inverno, mais precisamente no dia 15 de junho de 1979, Sandro Vales demostrou interesse pela arte desde cedo. Iniciou seus estudos na adolescência, frequentando cursos de teatro e música no colegial.

Aos poucos, a música passou a fazer parte de sua vida. Como integrante da banda do Colégio Lemos Cunha, na Ilha do Governador, adquiriu experiência com os mais diversos instrumentos e pôde participar de desfiles de feriado de 7 de Setembro, além de outras apresentações da Banda Show, criada pelo coordenador musical de seu colégio.

Apresentações de teatro também fizeram parte da formação artística do jovem cantor, em peças como “O pai que virava bicho”, em cartaz no Teatro Lemos Cunha.

Aos 17 anos surge seu primeiro violão, ganho despretensiosamente por seu pai em uma rifa. O interesse crescente pelo instrumento, busca por aulas e informações fazem nascer, nas rodinhas de violão, as primeiras parcerias musicais.

Em 2003, gravações caseiras levaram a dupla Sandro Vales e Marcelo Faria a iniciarem uma série de apresentações no Shopping Grande Rio. A primeira experiência foi bem sucedida e, na sequência, tocaram em outros grandes shoppings: Norte Shopping, Center Shopping, West Shopping e Ilha Plaza, além de um grande circuito de bares e restaurantes do Rio de Janeiro.

Em paralelo aos shows no formato voz e violão, surge a Banda Vertigem, com a qual se apresentou em diversas casas noturnas: Café Etílico, Macanudos, La Playa, entre outras. Em 2009, numa parceria inusitada com Mariane Guerra e Márcio Silva, surge a banda Tapete Coletivo, uma espécie de brincadeira onde os três artistas trabalham com vocais, violão e percussão.

Começa então outra grande leva de shows em casas como: Espelunca Chic, Casa Clipper, Pontapé, entre outros shoppings como: Barra World e Downtown, além de muitos eventos fechados. Em 2010, lança o single Descompasso, de autoria de Sandro Vales e Márcio Silva, dando continuidade ao trabalho solo do cantor com músicas autorais.

O cantor também se engajou em diversos projetos como o show Sandro Vales canta Lulu Santos apresentado no projeto Terças em Tributo no restaurante Bangalô, onde se apresentam vários novos artistas e outros já consagrados no cenário carioca.

Em 2013, o cantor e compositor Sandro Vales, segue com suas duas grandes paixões de trabalho: seu trabalho solo, misturando pop e rock nacional, sem deixar de lado a brincadeira descompromissada do Tapete Coletivo (Projeto com Márcio Silva e Mariane Guerra) que tem agradado ao público em geral.

Em 2014 alguns projetos saindo do forno.

Vamos conferir?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *